Voltar atrás

CHÃ DE ARCAS

Ano: 2012

Localidade: VILA POUCA DE AGUIAR, VILA REAL

No âmbito do solicitado DIA – Declaração de Impacto Ambiental dos “Aproveitamentos Hidroeléctricos de Gouvães, Padroselos, Alto Tâmega e Daivões” logrou o consórcio de empresas ArqueoHoje/Palimpsesto intervencionar arqueologicamente seis monumentos que fazem parte do núcleo da Chã de Arcas que integra a grande necrópole da Serra do Alvão, que em tempos contou mais de sete dezenas de monumentos megalíticos, distribuídos em grupos mais ou menos extensos e dispersos pela área planáltica confinada entre as povoações de Paredes do Alvão e Santa Marta. Dos onze monumentos que inicialmente constituíam o núcleo, hoje apenas restam sete.

Na fase posterior dos trabalhos procedeu-se à selagem e acondicionamento dos monumentos. Atendo às características arquitetónicas dos monumentos e aos materiais arqueológicos exumados, prevê-se que este núcleo possa ter sido construído, utilizado e sacralizado durante um período de tempo médio/longo, admitindo-se que os dólmenes mais simples possam ter começado a ser erigidos em finais do V°/inícios do IV milénio A.C, prolongando-se a utilização da necrópole até meados/finais do IV° milénio. 


Promotor: Iberdrola



          © 2015 ARQUEOHOJE - Todos os direitos reservados