Voltar atrás

CASTRO DE SANTA OLAIA

Ano: 2002

Localidade: FIGUEIRA DA FOZ, COIMBRA

Santa Olaia foi habitada desde o Neolítico, prolongando-se a ocupação pelas épocas do Bronze, Romano e Medieval. É todavia a época do Ferro aquela que notabiliza a estação. O principal objetivo da intervenção realizada foi a conservação de uma parte significativa das estruturas. Porém, em certas situações, foi necessário realizar algumas ações de restauro para garantir a estabilidade física de parte das estruturas. Procedeu-se ainda à limpeza de um dos cortes junto ao acesso superior da terra batida ao Castro da Santa Olaia, corte esse onde é visível um muro das estruturas, registando-se por desenho a sua estratigrafia. Após os registos, isolar-se-á com uma tela, colocando-se uma vedação em troncos de madeira tratada preenchida internamente com a terra. Com esta classificação pretende-se proteger e conservar os valores naturais, científicos e culturais nele contidos, proteger os elementos geomorfológicos, da flora e fauna específicas, residente e migrante, bem como os respetivos habitats e ainda proteger os elementos arqueológicos que nele se encontram. Pretende-se também promover o ordenamento do território para que o seu uso seja feito sem prejuízo dos fins anteriormente referidos, assim como promover a divulgação dos seus valores naturais, arqueológicos, estético e científicos e criar condições para que seja visitado, com fins recreativos e científicos e de uma forma ordenada, pelo público.


Promotor: Câmara Municipal de Figueira da Foz



          © 2015 ARQUEOHOJE - Todos os direitos reservados