Voltar atrás

MURALHA ROMANA DE VISEU

Ano: 2004

Localidade: RUA FORMOSA, VISEU

Trabalhos arqueológicos realizados em consequência da identificação de importantes estruturas arqueológicas durante o acompanhamento arqueológico das obras de remodelação da Rua Formosa, a principal artéria comercial da cidade de Viseu. Após as diligências tomadas pela ArqueoHoje junto das entidades competentes — Câmara Municipal de Viseu, Instituto Português de Arqueologia e Instituto Português do Património Cultural (atual DGPC - Direção Geral do Património Cultural), foi encetado o processo de escavação e, mais tarde, de valorização, do troço de Muralha Romana, colocando-a a descoberto. Estes trabalhos desenrolaram-se em duas fases distintas: a primeira decorreu assim que foram identificados os primeiros vestígios da muralha Baixo Imperial, entre 04 de março e 05 de abril de 2005 e a segunda, mais tarde, entre 08 e 26 de junho de 2005, quando foi necessário executar um projeto de musealização que implicou o alargamento da área a intervencionar. Os trabalhos arqueológicos permitiram colocar a descoberto um importante troço da Muralha Baixo-Imperial (finais do séc.III). Particular relevo para o torreão maciço semicircular e para o achado de três inumações infantis. Associada à sepultura nº 1 encontrava-se um antoniano, imitação de Tétrico [270-274]. O troço da Muralha Baixo Imperial sobrepunha-se parcialmente ao troço de muralha mais antiga do período dos Flávios [séc. I].

Promotor: Sociedade para o Desenvolvimento do Programa Polis em Viseu, S.A. - ViseuPolis, S.A.



          © 2015 ARQUEOHOJE - Todos os direitos reservados