Voltar atrás

EIRA DA VINHA

Ano: 2007

Localidade: PERAIS, VILA VELHA DE RÓDÃO, CASTELO BRANCO

Os trabalhos arqueológicos desenvolvidos no âmbito da empreitada de construção da barragem da Coutada/Tamujais e Açude do Retaxo e, no seguimento das respetivas medidas de minimização sobre eventuais elementos patrimoniais existentes, desenrolaram-se num amplo espaço físico. Os contextos arqueológicos mais antigos prendem-se com um monumento funerário de cronologia Neolítica, constituído por blocos de quartzo leitoso, essencialmente, lajes de xisto e alguns quartzitos. Estes elementos definiam uma estrutura formada por dois círculos líticos concêntricos, com enchimento pétreo regular entre eles. Os trabalhos desenvolvidos no sítio, correspondendo à plataforma mais elevada da Eira da Vinha, revelaram a presença de um conjunto de ruínas, cronologicamente, enquadráveis no período romano. As estruturas arqueológicas identificadas correspondem a duas áreas lajeadas em xisto, relativamente bem definidas, encontrando-se a parte lajeada mais ocidental confinada entre dois muros, perpendiculares entre si e em muito mau estado de preservação. Nesta zona, intramuros, encontraram-se ainda evidências da cobertura deste compartimento, recorrendo a materiais de construção característicos do período romano.

Promotor: Direção Regional de Agricultura da Beira Interior - DRABI


          © 2015 ARQUEOHOJE - Todos os direitos reservados