Voltar atrás

ALCARIA DE ODELEITE

Ano: 2004

Localidade: ODELEITE, CASTRO MARIM, FARO

Nas ruínas dos Alcariais de Odeleite identificou-se um povoado islâmico, Qarya, de grandes dimensões, não fortificado, que se estende ao longo de encostas suaves e topos aplanados de pequenos cerros, alguns com grande domínio visual e próximos de uma importante linha de água, a ribeira de Odeleite. A escavação arqueológica permitiu a identificação de uma série de estruturas relativamente bem preservadas relacionadas com contextos habitacionais, sendo de destacar a escavação integral de seis casas de pátio. Outras estruturas relacionam-se diretamente com uma economia essencialmente agro-pastoril da comunidade que habitou esta Alcaria, falamos em concreto de um cercado, de estruturas de armazenagem e eventuais currais. Pelos materiais arqueológicos exumados, na sua maioria cerâmicas, é possível estabelecer uma diacronia ocupacional para este povoado situado entre os séculos XI e XIII. Dentro das produções cerâmicas destaque, pela sua raridade, para alguns fragmentos de verde, manganés e corda seca total. Um dos grupos de cerâmica com maior expressividade, para além da cerâmica comum, é o das cerâmicas vidradas com decorações esquemáticas a manganés. Da última fase de ocupação desta Alcaria encontram-se as produções consideradas típicamente Almóadas, donde se destaca uma grande talha decorada por motivos estampilhados variados, um dos quais um belíssimo motivo zoomórfico representando um camelo carregado em andamento.

 

 Promotor: IEP - Instituto de Estradas de Portugal



          © 2015 ARQUEOHOJE - Todos os direitos reservados